Punheta de bacalhau e Batatas ao murro são ‘cancelados’ por app no Brasil

Muitos donos de restaurante no Brasil estão se queixando da nova regra da plataforma de entregas, iFood que bloqueou nomes de pratos tradicionais da culiunária portuguesa, por serem supostamente contra termos de uso do app.

LEIA TAMBÉM: Bares e restaurantes devem permanecer fechados até o final de abril em Portugal – Canal Portugal

LEIA TAMBÉM: ‘Portugal é barril de pólvora para Covid, país de idosos e fumantes’: descreve médico brasileiro – Canal Portugal

LEIA TAMBÉM: Quais são as “pegadinhas” na língua portuguesa para brasileiros em Portugal?

Bacalhau com batata ao murro, o acompanhamento polêmico. (Foto/CWB)

Depois de quatro anos usando o iFood, o restaurante de gastronomia lusitana Gruta de Santo Antônio, em Niterói, se deparou com uma situação inusitada neste fim de semana.

Ao atualizar o cardápio no aplicativo, o conhecido acompanhamento da cozinha portuguesa “batata ao murro” estava bloqueado.

O motivo, segundo a empresa explicou ao chef Alexandre Henriques é que “murro” é uma palavra de agressão, considerada um item que vai contra os termos de uso do iFood. E pelas novas regras, estava bloqueado este nome.

A “batata ao murro” é um prato popular de origem portuguesa e que está no cardápio do restaurante desde 1977, acompanhando dois carros-chefes da casa: o bacalhau à lagareiro e o polvo à lagareiro.

Para Henriques, a surpresa de tirar um nome tradicional foi tanta quanto a falha de comunicação da empresa de delivery. Segundo ele, o aplicativo não avisou sobre a mudança, apenas bloqueou. E ele já ouviu colegas de outros restaurantes com queixa parecida.

‘Imagina se tivesse puttanesca?”

— Não avisaram, disseram que tinham mudado a política de uso, e não teve conversa. Eu tive prejuízo porque os clientes acharam que o prato tinha saído. Mais do que isso, é um prato que está há mais de 100 anos no Brasil, desde a época do Império. Se eu colocar batatas amassadas descaracteriza o prato, fica feio. Imagina se tivesse puttanesca no prato? — questiona o chef, se referindo ao tradicional molho italiano “alla puttanesca”, feito a base de tomates, alcaparras e azeitonas, cujo prefixo pode se aproximar de um xingamento.

Indignado, o chef expôs o caso nas redes sociais, até mesmo para avisar os clientes que não encontraram a iguaria no menu do iFood. Ele até exibiu fotos da troca de mensagens com funcionários do aplicativo que, irredutíveis, “cancelaram” a batata ao murro.

O chef Alexandre Henriques publicou em sua rede social a proibição do iFood para as batatas ao murro. (Foto: Reprodução)

Procurado, o iFood disse que está apurando o caso internamente.

A reabertura dos restaurantes em Portugal !!!

os mais lidos1148 times!

COMPARTILHAR