Medina avança e já pode garantir o bicampeonato mundial em Portugal

Por ESTADÃO.

Líder da temporada, brasileiro é o único com chance de ser campeão antecipado, na etapa que começa nesta terça-feira em Peniche.

LEIA TAMBÉM: Ídolo do Benfica, Luisão anuncia fim de carreira: “É como se fosse o primeiro dia da minha vida”

LEIA TAMBÉM: Brasileiro Soares garante vitória suada do Porto sobre o Tondela pelo Português

LEIA TAMBÉM: Raphinha marca, e Sporting estreia na Taça da Liga de Portugal com vitória

Gabriel Medina conseguiu seguir na disputa após ser derrotado na primeira rodada (Foto: WSL / DAMIEN POULLENOT)

Quatro anos após conquistar seu primeiro título mundial, Gabriel Medina poderá sacramentar o bicampeonato na etapa de Portugal do Circuito Mundial de Surfe, que terá início nesta terça-feira nas ondas da cidade de Peniche. Para tanto, o brasileiro precisará desbancar o compatriota Filipe Toledo e o australiano Julian Wilson, seus principais rivais nas últimas etapas.

O campeão mundial de 2014 poderá assegurar a nova conquista por antecipação graças à boa reação na temporada nas etapas mais recentes. O crescimento culminou na boa campanha na França, onde foi até a semifinal, na sexta-feira passada. Foi o suficiente para superar Filipinho no ranking, ainda que por breve margem.

Gabriel Medina tira coelho da cartola, acha manobra salvadora no final da bateria e segue na Etapa de Peniche
(Foto: Damien Poullenot / WSL)

Na briga pelo título da temporada, os brasileiros Gabriel Medina e Filipe Toledo avançaram à terceira fase nesta terça-feira, no primeiro dia de disputas na etapa de Portugal do Circuito Mundial de Surfe. Medina, líder da temporada, teve mais facilidade ao avançar direto da primeira fase. Filipinho precisou passar pela repescagem.

Em dia de ondas fracas, com direito ao “supertubos” de Peniche, Medina mostrou estar em grande forma nesta reta final da temporada ao anotar 13,17 e vencer o norte-americano Patrick Gudauskas (4,77) e o também brasileiro Samuel Pupo, convidado da organização, que anotou 6,03.

Filipinho, com 9,56, foi surpreendido pelo compatriota Tomas Hermes, com 10,50. O local Miguel Blanco, na mesma bateria, não passou de 4,17. O resultado obrigou o vice-líder do campeonato a disputar a repescagem, quando derrotou Pupo por 12,67 a 5,03. Filipinho ainda não sabe se quem enfrentará na terceira fase.

Medina vai duelar com o australiano Ryan Callinan, que disputa a categoria de acesso à elite do Circuito e foi um dos destaques da etapa passada, na França. Ele havia eliminado Filipinho e chegou até a final, quando foi batido pelo compatriota Julian Wilson.

VIDA PT: Quais são as diferenças entre o português do Brasil e Portugal?


os mais lidos406 times!

COMPARTILHAR