População de Portugal pode encolher mais da metade, diz estudo

Um estudo sobre a taxa de fertilidade da população mundial indica que – até 2100 – Portugal poderá perder mais da metade da população atual de 10 milhões de habitantes.

LEIA TAMBÉM: Crise aumenta população em situação de rua em Portugal

LEIA TAMBÉM: Portugal cria abrigo especial para idosas vítimas de violência doméstica

LEIA TAMBÉM: Sem ar-condicionado em Portugal, brasileiros sofrem com calor de mais de 40 graus

Segundo um estudo da Pordata, divulgado este domingo, dos 10,2 milhões de portugueses, apenas 13,9% da população tem menos de 15 anos, uma médio inferior à da UE, que é de 15,6%, e 21,3% têm mais de 65. Entre os 15 e 64 anos, o país cumpre com a média do resto dos países membros, com 64,4% das pessoas nessa faixa etária.

Também em Portugal, a taxa de mortalidade é de 2,7% por mil, um número inferior ao da média europeia, de 3,6%. Ocorreram mais 25.980 mortes do que nascimentos em Portugal, uma variação negativa de 1,6%,ao contrário do cenário europeu, que apresenta 2,1% positivos.

Apenas a Itália e a Alemanha superaram Portugal em rácio de idosos para jovens: no país, existem 153 idosos para cada 100 jovens.  Daqui a 30 anos, quase metade da população portuguesa deverá ter mais do que 55 anos, segundo o estudo. Em Itália, Bulgária, Lituânia ou Croácia as previsões apontam para pelo menos 45% de idosos, devido à quebra histórica das taxas de fertilidade, ao aumento da esperança média de vida e até aos padrões de migração. 

os mais lidos1626 times!

COMPARTILHAR