Portugal prevê queda de 8,5% do PIB em 2020 por pandemia

Portugal prevê uma queda recorde de 8,5% do PIB em 2020, superior aos 6,9% de uma previsão anterior – aponta a proposta de orçamento apresentada na Assembleia da República.

LEIA TAMBÉM: Lisboa aposta num transporte que respeita o distanciamento social: a bicicleta

LEIA TAMBÉM: Brasileiros já podem viajar para Portugal?

LEIA TAMBÉM: Portugal vai punir passageiros que se negarem a fazer teste

O Banco de Portugal (BdP) prevê uma recessão económica de 8,5% em 2020. (Foto-CWB)

A queda se deve à crise causada pelo coronavírus, informou o Ministério da Fazenda em uma nota.

De acordo com as projeções, o crescimento voltará a se recuperar em 2021, quando se espera um aumento de 5,4% do PIB. Esta projeção é mais otimista do que a anterior, que estimava alta de 4,3%.

Além disso, Portugal prevê reduzir o déficit público para 4,3% no próximo ano contra 7,3%, em 2020.

Prevê-se uma ligeira queda da taxa de desemprego, de 8,7%, em 2020, para 8,2%, em 2021. Em 2019, este indicador ficou em 6,5%.

Este país registrou um superávit orçamentário histórico de 0,1% no PIB em 2019, frente a uma estimativa inicial de 0,2%.

Este excedente, o primeiro de Portugal desde a chegada da democracia em 1974, iria se repetir este ano, mas o governo – assim como no restante da Europa – se viu obrigado a aumentar drasticamente suas despesas para enfrentar a crise provocada para a pandemia.

O gasto público continuará a aumentar em 2021 com um acréscimo de 885 milhões de euros face a 2020, de acordo com o Ministério das Finanças, que irá explicar as medidas do novo orçamento em uma entrevista coletiva nesta terça pela manhã.

Conheça o Vale do Douro, casa dos maiores vinhos de Portugal !!!

os mais lidos203 times!

COMPARTILHAR