Portugal acaba com os vistos para investimentos imobiliários

Os vistos gold para investimentos imobiliários em Portugal foram cancelados. Para cidadãos de fora da Europa, as autorizações funcionavam como um sistema de concessão de residência portuguesa em troca de investimento imobiliário a partir de 500 mil euros, o equivalente a R$ 2,34 milhões, sob suspeita de ser utilizado para crimes financeiros.

LEIA TAMBÉM: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para Portugal

LEIA TAMBÉM: Maior feira de franquias do Brasil terá espaço reservado para Portugal

LEIA TAMBÉM: Portugal pode pagar até €6500 a emigrantes ou descendentes que venham trabalhar para Portugal

Lisboa é o destino preferido de investidores, que ainda poderão adquirir propriedades em outras cidades e obter o visto (Patrícia de Melo Moreira/AFP)

O Brasil é o segundo país com mais concessões, um total de 863, atrás apenas da China, com 4,4 mil. O fim dos vistos para investimentos imobiliários em Lisboa e Porto é válido para este ano, mas a expectativa é que ele não seja reintroduzido para as duas cidades nos anos seguintes.

A proposta limita a concessão dessas autorizações ao interior de Portugal e a regiões autônomas da Ilha da Madeira e dos Açores, mas não impede a renovação de vistos em vigor em todo o país.

A Autorização de Residência por Investimento (ARI), foi concedida há mais de oito mil vistos, desde 2012. De um total de 4,9 bilhões de euros (R$ 23 bilhões) transferidos para Portugal, 4,44 bilhões de euros (R$19 bilhões) foram para compra de imóveis.

VIDA PT: Quais são as diferenças entre o português do Brasil e Portugal?

VIDA PT: Regras para votar, justificar ou transferir seu título para as próximas eleições


os mais lidos1231 times!

COMPARTILHAR